sexta-feira, 11 de novembro de 2011

O amor faz isso, baby


Quando por ti era paixão, eu me admirei...
E, pela mesma causa, ofertei explicações,
Milhões delas.
Decidi estar por perto,
E, gota a gota, te agradar,
Tudo para afastar o desespero de me ver sem ti.
Mas, porque o amor chegou, pensaste que endureci
Não, não! Não me fui de teu encanto!
É que o amor faz isso com a gente, baby
O tempo nos exige
Aumenta a pouca fome
Pede intensidade, grita por inteireza.
É seu amor que faz isso comigo,
O carinho foi semente,
O calor, um instante de querer.
A chama ardente, baby, só pode ser o seu final.

**
Não pense que mudei. Ou pense isso, mas na certeza de que mudamos juntos.
É que, por ter me dado tanto, seu amor me deixou mal acostumada.
Tornou-me exigente, talvez chata. Não pretendo, nem quero, te deixar (a menos que esse seja seu mais íntimo desejo), mas preciso alimentar o sentimento, na medida de sua fome.
Sabe, é que seu amor é um gigante!
Por ser assim, me fez crescer também;
Deixou-me voraz, insaciável...


**Nilmara Carvalho - 11/11/2011

Um comentário:

  1. Muito boa Mara e tudo a mais pura verdade!! IZA

    ResponderExcluir